Book chapters details

  • Da maquinaria da moral à moral da máquina
  • Nov 2020
  • Ensaios Sobre Ciência, Cultura e Política Científica
  • Centro Nacional de Cultura
  • https://userweb.fct.unl.pt//~lmp/
  • Tiago Brandão, Maria Eduarda Gonçalves
  • https://www.cnc.pt/e-book-ensaios-sobre-ciencia-cultura-e-politica-cientifica/
  • Abstract Desde sempre os seres humanos se aperceberam dos riscos associados tanto ao conhecimento, quanto às tecnologias a ele associadas. Não só na mitologia grega se encontram os sinais e os alertas para esses perigos, mas também nos mitos fundadores das religiões judaico-cristãs. Todavia, tais alertas e receios nunca fizeram tanto sentido quanto o que fazem hoje em dia. Tal resulta da emergência de máquinas capazes de reclamar para si funções cognitivas que até há pouco eram desempenhadas exclusivamente por seres humanos. A revolução cognitiva, propiciada pelo desenvolvimento da IA, além dos problemas técnicos associados ao seu desenho e conceptualização, levanta problemas de ordem social e económica com impacto directo na humanidade em geral, e nos seus grupos constituintes. Daí que a sua abordagem do ponto de vista moral seja urgente e imperiosa. Os problemas éticos a considerar são de duas ordens: Por um lado os que estão associados ao tipo de sociedade que queremos promover através automação, complexificação e ao poder de tratamento de dados hoje em dia disponíveis; por outro, como programar máquinas para tomada de decisão de acordo com princípios morais aceitáveis pelos seres humanos que com elas partilham o conhecimento e a acção.
  • 82 to 98
  • 1 Nov 2020